Não é nenhum segredo que Ashley Graham é uma das modelos plus size mais bem-sucedidas no mercado atualmente. Ela já desfilou para grifes como Michael Kors e Dolce & Gabbana, já foi capa de diversas revistas e quebrou vários padrões no mundo da moda antes mesmo de completar 30 anos!

Agora, ela foi a estrela da edição de fevereiro de 2019 da revista americana Elle, onde contou mais sobre sua vida pessoal e trajetória como modelo.

Ashley Graham na capa da Elle. Fotografia: Carin Backoff.

Em 2001, Ashley foi descoberta por um scouter durante uma convenção de modelos em sua cidade natal, Lincoln, no Nebraska, quando tinha apenas 12 anos. Mas o sucesso não veio assim tão fácil, Ashley precisou trabalhar muito e se dedicar à carreira por mais de uma década para ser reconhecida como é hoje.

A fama veio apenas em 2016, quando se tornou a primeira mulher plus size a estampar a capa da Swimsuit Issue, da revista Sports Illustrated. Com isso, Ashley foi notícia ao redor do mundo e levou sua carreira ao estrelato.

“Imaginem quão enrugada eu fiquei após passar cinco horas modelando em uma piscina”, brincou a modelo no Twitter.

Porém, Ashley não estava satisfeita em trabalhar apenas como modelo. Ela conta que foi o seu marido, com quem ela casou aos 21 anos, que a influenciou a investir e se aventurar em outros projetos.

Ela começou a conversar com suas colegas sobre projetos que estavam envolvidas, para ter novas perspectivas de carreira. “Como modelo, sempre te dizem para não conversar com outras modelos. Você não pode falar o quanto ganha, os trabalhos que conseguiu ou o que está fazendo. Sempre foi algo secreto e competitivo. Então, um dia, várias amigas e eu começamos a conversar. E isso empoderou todas nós

Imagem: Carin Backoff

Então, Ashley decidiu investir em sua carreira como apresentadora e atriz. Em 2017, ela lançou um podcast chamado “Pretty Big Deal”, onde entrevista mulheres do mundo da moda e do entretenimento, além disso, também é apresentadora e produtora executiva do reality show “American Beauty Star”.

Ashley conta à Elle que, apesar de ser uma grande defensora do movimento body positive e trabalhar para inspirar mulheres ao redor do mundo, ela não quer ser reconhecida apenas como uma modelo plus size, ela quer que sua voz também seja ouvida.

De acordo com os colegas, o talento e carisma de Ashley como apresentadora é inegável, e ela faz com que seus entrevistados respondam às perguntas naturalmente. A modelo até mesmo conseguiu um pedido de desculpas de Kim Kardashian, durante uma entrevista, sobre a vez que a socialite brincou com a palavra anoréxica em um post no Instagram.

Imagem: Carin Backoff

A modelo já foi comparada com várias apresentadoras americanas e disse à Elle que, quando era mais jovem, sonhava em ser a próxima Oprah Winfrey, mas que com o tempo decidiu tornar seu objetivo mais realista.

“Foi meu momento de realização. As pessoas sempre tentam me comparar com a Oprah, ou a Ellen, ou qualquer outra apresentadora. E pensei, eu não vou conseguir ser a Oprah. Vou ser a Ashley”, concluiu a modelo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu Nome