Raphaella Tratske tem 24 anos e nasceu em Joaçaba, no interior de Santa catarina. Há 3 anos se mudou para São Paulo, para seguir a carreira de modelo plus size a convite de sua agência.

Ela foi pioneira no segmento plus size em sua agência

Apesar de o mundo plus size inserido na indústria da moda não ser uma novidade para nós, muitas agências ainda estão se adequando a esse mercado relativamente novo.

Modelo #bodypositive @raphaellaplus

Como foi o início da carreira de Raphaella?

Quase toda menina sonha em ser modelo desde criança. Não foi diferente para Raphaella. Na época da escola, Raphaella lembra que scouters iam visitar os alunas em busca das meninas mais altas da turma. Com a esperança de ser escolhida, ela entrava na fila, mas a coordenadora da escola a tirava carinhosamente da seleção, explicando que ela não tinha o perfil que buscavam.

Com a inocência da época, Raphaella aceitava e seguia a vida normalmente, sem traumas.

Já em sua adolescência, a jovem cita um dia em que seu avô chegou em casa com uma revista bem famosa, e na capa se via o título: ” O triunfo das gordinhas”. A revista falava sobre o mercado plus size.

Isso despertou aquele sonho antigo de ser modelo, e a família apostou no potencial da jovem e investiu em um portfolio da aspirante a modelo.

Com o empenho da mãe, que publicou as fotos da filha nas redes sociais, em poucos dias de circulação, as fotos chegaram até uma marca de São Paulo que a chamou para trabalhar. Foi aí que tudo começou.

Modelo #bodypositive @raphaellaplus

A importância das redes sociais na divulgação do portfólio das modelos

“Desde o começo eu sempre tentei usar as redes sociais a meu favor” – conta Rapha

“Não busco inspirar apenas quem me assiste, mas eu mesma. Busco postar o que eu como, a minha rotina de academia, de dança,  tudo para que eu também me sinta inspirada! Acho que é por isso que atinjo as pessoas que me seguem, eu posto com muito carinho, pois tenho orgulho das minhas conquistas diárias”

Modelo #bodypositive @raphaellaplus

#bodypositive

Raphaella: “A Hashtag bodypositive é muito importante é vai além do corpo! Fala da alma positiva, de se sentir bem na sua própria pele independente do padrão em que você está! Acho que essa é a maior dificuldade, olhar para o outro e se colocar no lugar dele, não julgar!”


Entre seus maiores sonhos, Raphaella conta que um deles era trabalhar com marcas que antes não atendiam ao público plus-size, mas agora estão abrindo portas a este segmento. Isso já está acontecendo. Ela também sonha em estampar a capa de uma revista de moda.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu Nome