Quem vive de beleza sabe a pressão que sofre.

Com tantos casos de suicídio entre jovens, e o aumento no número de transtornos alimentares na adolescência, não podemos ser cegos e deixar de ver nos olhos de tantas meninas e mulheres um pedido de ajuda. 

A busca por aceitação é inerente á natureza humana, principalmente na fase da adolescência, uma fase de grandes descobertas, em que nos tornamos mais influenciáveis pelo mundo à nossa volta. 

Eu comecei aqui contando a minha história, e passarei por cada parte dela, até mesmo as que não são tão bonitas e poéticas.

Já tomei Sibutramina até ter taquicardia, porquê meu quadril 92 não entrava nas roupas. 

Já passei 3 dias sem comer, tomando apenas um café por dia, porquê minhas medidas não eram pequenas o suficiente.

Já tomei fruta planta, uma remédio que matou dezenas de mulheres pelo mundo, porquê eu precisava de uma cintura 60 para pegar aquele trabalho de lingerie.

São milhares de meninas, ou para ser mais precisa 77% das jovens no Brasil tem propensão a distúrbios alimentares, e a anorexia e bulimia ja atinge 5% mulheres do mundo. 

Corrigir o problema da imposição de um estereótipo pela mídia e pelo patriarcado ainda demorará na melhor das hipóteses alguns anos, então lhes proponho hoje uma resposta mais imediatista á pergunta : Qual o segredo para um corpo magro? (Apesar de você não precisar de um).

E não, nenhuma das loucuras acima me ajudou. Na verdade, nenhum tipo de dieta vai te ajudar, acredite, eu já tentei todas que você possa imaginar. O que realmente me ajudou a emagrecer foi a mudança de hábitos e o equilíbrio.

Aprendi a cozinhar, entendi que o que eu como define quem sou. Aprendi para que serve cada alimento e como tirar proveito de cada um deles. Criei bons hábitos alimentares. O que não é fácil, mas é possível quando você tem claros seus objetivos. Substituí a pizza pela feita com farinha integral, o bolo por um adoçado com uvas passas. Aboli de vez o açúcar refinado, pois coloquei minha saúde acima de qualquer vaidade. E o mais importante de tudo, eu me permito. 

Me permito comer um hambúrguer em um sábado a noite, ou tomar uma cervejinha depois daquele dia estressante de trabalho. Me permito comer de vez em quando meu doce favorito. Me permito viajar e conhecer durante as férias, tudo, das mais variadas gastronomias, sem me preocupar com um gramo. Eu me permito ser quem sou.  

E apenas quando cuidei de mim, de dentro pra fora, eu consegui ser feliz com o meu corpo. 

Esqueça as dietas, esqueça as revistas. Nutra seu corpo e sua mente. Você não precisa ser igual a ninguém, já é suficiente ser a sua melhor versão. 

Eu não me orgulho das loucuras que fiz, e não vim servir de exemplo. Pelo contrário. Sou vítima e sobrevivente e vir te dizer que não há nada mais valioso que a sua vida, e nada mais atraente que amor próprio, e se mesmo assim você quiser perder peso, que seja do seu certo, que seja pra ser saudável e ser feliz. Bon appétit! 



DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu Nome