Viagem marcada x coronavírus: como proceder diante de um imprevisto tão complicado como esse?

O vírus se tornou um grande fator no cancelamento de viagens nacionais e internacionais, ainda mais atualmente, com a situação de pandemia declarada pela Organização Mundial da Saúde.

Então, se você tem uma viagem marcada que pretende fazer ainda este ano, veja nossas dicas abaixo de como proceder.

Viagem marcada x coronavírus

Viagem marcada x coronavírus: devo cancelar minha viagem?

Se você já tem uma viagem marcada para este ou o próximo mês, então o mais recomendado no momento é que você a cancele. Isso porque, de acordo com o Departamento de Saúde e dos Serviços Humanos dos Estados Unidos, todos os países já apresentaram casos do coronavírus.

Alguns países, como, por exemplo, Espanha, Dinamarca, Noruega, Argentina e Uruguai fecharam as fronteiras e estão barrando a entrada de turistas de todos os lugares do mundo. Assim, evitando que surjam novos casos da doença.

Como posso cancelar meu voo?

Segundo o Ministério Público Federal, todos os cidadãos que partiriam de aeroportos brasileiros e que compraram passagens até 9 de março têm direito de remarcar seu voo ou pedir o dinheiro de volta para a companhia aérea responsável.

Você deve negociar diretamente com a empresa uma nova data ou ressarcimento da passagem. Além disso, não pode ser cobrado nenhum tipo de taxa de cancelamento neste caso, pois é uma medida de proteção à saúde.

Caso a companhia se recuse a oferecer um acordo, é possível fazer uma reclamação oficial no site consumidor.gov.br.

Viagem marcada em cruzeiros pode ser desmarcada

Cruzeiros podem ser cancelados?

Muitos cruzeiros com destino a países da Europa e da Ásia mudaram seus itinerários e estão seguindo o mesmo caminho de reagendamento e cancelamento de passagens. Afinal, o coronavírus pode se propagar durante as viagens.

A empresa Costa Cruzeiros oferece cancelamento gratuito de reservas feitas entre março e abril. Já outras empresas ainda cobram taxas de cancelamento, mas logo devem rever suas normas.

Como lidar com hospedagem?

Se você utiliza o Airbnb, saiba que é possível cancelar reservas para lugares como Europa, China e Coreia do Sul sem taxas. A empresa Booking também cancela gratuitamente reservas feitas para locais de risco.

Contudo, caso você tenha feito reserva através de uma agência de viagens, negocie diretamente com ela seus direitos.

Viagens não essenciais devem ser remarcadas quando o coronavírus não for uma ameaça

E no caso de viagens a trabalho?

Caso seu destino não esteja na lista de países em estado crítico e as fronteiras estejam abertas para visitantes, ainda é possível viajar, embora não seja recomendado, especialmente para pessoas mais velhas ou com problemas respiratórios.

Nesse caso, tome todas as medidas de prevenção para garantir sua saúde durante a viagem. Lave as mãos frequentemente, evite multidões e lugares fechados.

Ainda posso viajar este ano?

A respeito de viagens marcadas para o resto do ano, tudo dependerá das medidas tomadas pelos países para combater o coronavírus. O importante é manter a calma e obedecer aos protocolos internacionais de segurança.

Ou seja, no momento o mais recomendado é esperar o pico da doença passar nos países afetados, para depois planejar sua viajem ou remarcá-la.

Saiba Mais:

7 fake news e fatos sobre o coronavírus

7 notícias positivas sobre o coronavírus para melhorar seu dia

Como fortalecer a imunidade e enfrentar o coronavírus

O que é preciso em caso de quarentena

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu Nome