Há pouco tempo no mundo das influenciadoras digitais e da moda, Barbarhat Sueyassu já mostrou que tem uma mensagem a passar.

Aos 23 anos, ela é formada em psicologia e trabalha como influenciadora há apenas 8 meses. Mas, antes, já inspirava muitas pessoas através das redes sociais. Para saber mais sobre a história de Barbarhat, leia nossa entrevista exclusiva abaixo.

Imagem: @barbarhat

Você foi diagnosticada com vitiligo ainda na infância. Isso afetou sua autoestima de alguma forma?

Fui diagnosticada aos 4 anos. Não chegou a afetar minha autoestima, por conta de muito amparo familiar e psicológico que tive desde a infância. Nunca quis que o vitiligo não fizesse parte de mim, sempre enxerguei ele como algo inerente.

O que te motivou a investir no trabalho como influenciadora e falar abertamente sobre sua condição?

O que me motivou foi basicamente a minha história positiva com o vitiligo. Encaro o vitiligo como uma expressão artística na minha pele e não como um castigo ou algo de conotação negativa. Acredito que o vitiligo ainda é uma condição estética muito marcada pela ignorância e preconceito social.

Por isso vesti a camisa de suportar e ajudar as pessoas que ainda não conseguem aceitar essa condição e ainda não vivem uma vida que vale a pena ser vivida, ou seja, aquela que você é 100% você mesma, independente de como você seja.

Barbarhat posando para campanha da marca Miss Pink.

Como você começou a trabalhar como modelo?

Comecei fazendo trabalhos de empresas locais, em Londrina-PR e, após meu primeiro trabalho, tomei gosto em modelar.

Acho que a fotografia e a publicidade foram duas coisas que mudaram a minha vida totalmente. Uma vez que eu achava o vitiligo algo normal, após a fotografia passei a considerá-lo além do normal, enxerguei como algo INCRÍVEL que havia em mim mesma!

Nós já falamos no site sobre a modelo Winnie Harlow e como ainda existe pouca representatividade para pessoas com vitiligo na mídia. Você acha que isso está mudando com o tempo?

Está sim! Hoje em dia vejo pessoas com vitiligo aparecendo um pouco mais nas redes sociais e na mídia e para mim isso é maravilhoso! Quero que tenham cada vez mais pessoas nesses meios, não só com vitiligo, mas com outras condições estéticas e físicas diferentes, para que as crianças cresçam com a possibilidade de que tudo é possível.

Imagem: @barbarhat

Você recebe mensagens de meninas que se inspiram em você e no seu trabalho?

Recebo muitas mensagens, diariamente! É gratificante e lindo ver o progresso de aceitação de tantas pessoas, inclusive homens. Eu sempre falo para elas que minha rede é de apoio mútuo, ajudando essas pessoas, estarei ajudando a mim também.

Você disse que seu sonho é ser psicóloga e ajudar pessoas. Você pretende seguir apenas essa carreira no futuro ou também quer continuar trabalhando como modelo/influenciadora?

Agora, digo que é um dos meus sonhos. Após tanta mudança na minha vida, vejo que tenho mais sonhos. Hoje, pretendo conciliar a ação transformadora da Psicologia com a influência digital.


“O padrão de beleza é o seu próprio, nenhum outro”

Muitas pessoas têm dificuldade em aceitar as próprias condições de pele ou outras características fora do “padrão”. Você tem algum conselho para elas?

Sempre digo que a gente não se transforma sem a ajuda do outro. Portanto, é necessário que nos apoiemos em pessoas em que nos identificamos, aquelas que lutam lutas parecidas com as nossas, que se pareçam com a gente.

A aceitação é um processo, ela é diária, não algo que já se tem. É fundamental buscarmos referências e até ajuda profissional, como a terapia, que no meu caso fez toda diferença, para que futuramente possamos caminhar com as próprias pernas nos variados contextos. O padrão de beleza é o seu próprio, nenhum outro!

15 COMMENTS

  1. Nice post. I learn something totally new and challenging on blogs I stumbleupon everyday.
    It’s always helpful to read content from other authors and practice a little something
    from their sites.

  2. certainly like your web site but you need to take a look
    at the spelling on several of your posts. Many of them are rife with spelling issues and
    I to find it very bothersome to inform the truth however I will surely come back again.

  3. Hi there! This post could not be written any better! Looking through this
    post reminds me of my previous roommate! He constantly kept talking about this.

    I’ll send this article to him. Pretty sure he will have a very good read.

    Thanks for sharing!

  4. Its like you read my mind! You seem to know so much about this, like you wrote the book in it or
    something. I think that you could do with some pics to drive the message home a little bit, but instead of that, this is wonderful blog.
    A fantastic read. I will definitely be back.

  5. Hi there! I realize this is kind of off-topic but I had to ask.
    Does operating a well-established blog like yours take a large amount of work?

    I’m brand new to operating a blog but I do write in my diary every day.
    I’d like to start a blog so I can share my experience
    and views online. Please let me know if you have any kind of ideas or tips for brand new aspiring blog owners.

    Thankyou!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here