Madonna fez 60 anos. E continua no topo. No meu feed do Twitter e do Instagram era chuva de Madonna durante o último VMA.

E vejam que curioso: a MTV não é mais a mesma. Mas Madonna continua sendo a dona do pedaço.

Se eu fosse falar da importância de Madonna para nós mulheres, eu precisaria fazer uma série de, talvez, uns 40 posts só para começar. Mas num resumo muito resumido mesmo, imaginem que há 30 anos ela já gritava aos sete ventos o direito da mulher à igualdade, ao prazer na cama, à realizar os seus sonhos. E isso tudo no meio de um mundo muito mais conservador (teoricamente), com uma epidemia de AIDS rolando e sem meios de comunicação instantânea, como temos hoje o Facebook, Twitter ou o próprio Instagram.

E não é só ela.

Se hoje a sociedade não se choca tanto (em teoria) com escolhas diferentes que fazemos – adiar a maternidade, namorar um boy mais novo, dar preferência à nossa vida profissional, se vestir, maquiar e se comportar da forma que me convém, etc. – eu mostro aqui algumas mulheres porretas pra gente seguir no Instagram e se inspirar. Afinal de contas, bons exemplos nunca são demais.

Glória Maria

Jornalista, apresentadora, estilosa, mãe de duas lindas garotas que adotou sozinha.

Okay, oficialmente ninguém sabe a idade desta bela mulher, mas se no final da década de 70 ela já era formada em Jornalismo (vamos fazer de conta de que ela tinha 22 anos ali), ela já passou sim dos 60. Rainha dos memes, corpo sarado, primeira mulher negra a ocupar a bancada dos jornais mais importantes da TV brasileira. Glória Maria é exemplo de mulher batalhadora e que não se curva aos padrões da sociedade.

Maye Musk

Maye Musk em campanha para Moncler
Fonte: Instagram

69 anos, avó, o sobrenome pode ser comum pra você, que curte tecnologia e sabe quem é Elon Musk – dono da Tesla, fabricante de carros elétricos e maluco de plantão, sempre com uma ideia doida na cabeça. Ela ostenta com orgulho os seus cabelos brancos, depois de modelar por mais de 50 anos. Até hoje faz editoriais e ensaios para marcas como Cover Girl (maquiagem) e Moncler (roupas de frio que são o sonho de consumo desta que vos escreve) e é contratada da IMG, uma das maiores agências de modelo do mundo. Ela luta com todas as suas forças contra o “ageismo”, essa coisa boba de achar que nós mulheres temos prazo de validade para qualquer coisa, e que depois de um certo tempo devemos nos esconder do mundo. Maye Musk faz o contrário, e tem um perfil super interessante no Instagram, que vale muito a pena seguir.

Jane Fonda

Jane Fonda lambe tranquilamente o seu sorvete, com a consciência de que pode fazer o que quiser…
Fonte: Instagram

Você já assistiu à Grace & Frankie do Netflix? Se a sua resposta for não, deveria ver isso aí. A série é um alívio para quem foi boba e um dia imaginou que não há vida depois dos 50, 60 ou até mesmo 70 anos. É cômica e ao mesmo tempo extremamente sensível. E uma das grandes responsáveis por tudo isso é Jane Fonda. Ela foi rainha da aeróbica nos anos 80. Até hoje, na minha opinião, é uma das mulheres mais belas de todo o mundo, com seus 80 e tantos anos. E é extremamente segura de si. Tão segura que ela protagoniza, logo no início do primeiro episódio da primeira temporada, uma cena tão sincera sobre o seu corpo e a sua imagem, que chega a ser tocante (não vou dizer o que acontece aqui para não dar spoiler, não é?).

Iris Apfel

Iris Apfel, bela e esvoaçante, em clique para a Vogue Portugal
Fonte: Instagram

Iris inspirou a frase que eu carrego no meu status do WhatsApp: “mais é mais, menos é chato”. Você nunca verá uma foto desta jovem senhora de 97 anos sem algo que chame muito a atenção. Com o seu inseparável batom vermelho e seus óculos gigantes, Iris mostra que não é porque você ultrapassou uma certa idade que deve usar somente roupas em tons sérios e, sendo sincera, chatos. Quando ainda era jovem, foi uma das primeiras mulheres nos EUA a usar uma calça jeans. Estudou história da arte e começou a sua carreira de baixo, trabalhando como assistente de designers, até criar a sua própria empresa de decoração, que era diferente justamente por buscar algo único para cada um dos seus clientes. Ficou realmente famosa em 2005 ao ganhar uma exposição no Costume Institute, do Metropolitan Museum of Art, aquele do famoso Baile do MET. Com isso, Iris mostra que estilo realmente não tem idade, e que o reconhecimento pode tardar, mar sempre vem.

E para você? Segue alguma mulher poderosa acima de 60 anos e acha que ela deveria aparecer aqui nesta lista? Conte pra gente. Deixe o seu comentário!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu Nome