Você sabe o que é Síndrome do Impostor? Saiba como identificar e lidar com ela

189

Você já sentiu que não era boa suficiente para se candidatar a um trabalho? Ou que suas conquistas são resultados apenas de sorte ou da ajuda de outras pessoas? Se você respondeu sim, talvez esteja sofrendo de algo muito comum, mas que apenas ganhou popularidade nos últimos anos, a síndrome do impostor.

Como o próprio nome já diz, as pessoas que sofrem desta síndrome acreditam que não merecem sucesso na carreira ou que são “impostores” e não pertencem ao lugar onde conseguiram chegar.

A doutora americana Valerie Young, especialista no assunto e que ajuda mulheres a serem bem-sucedidas, criou um jeito simples de identificar a síndrome e soluções, dividindo ela em 5 categorias que você pode conferir a seguir.

Perfeccionistas

Imagem: Rio Model

As pessoas perfeccionistas têm tendência em sofrer com a síndrome do impostor, já que, na maior parte do tempo, tentam fazer qualquer tarefa com perfeição e, ao terminar, sentem que ainda falta algo ou que poderiam ter feito melhor.

Quem está neste grupo planeja atingir metas difíceis e, mesmo que tenha sucesso, ainda sente que falhou em algum ponto. Por isso, é importante lembrar que todas as vitórias são válidas, por menores que sejam. Você sempre deve comemorá-las, sem pensar no futuro ou no que poderia ter feito diferente.

Super-mulher

Imagem: Rio Model

Apesar do nome, as mulheres neste grupo não se acham nada superpoderosas. Elas acreditam que são “impostoras” na carreira, que são piores que seus colegas de profissão, e por esse motivo acabam trabalhando muito mais, procurando mostrar seu valor.

Quem está neste grupo geralmente tem autoestima baixa e procura validação dos outros de que está fazendo um bom trabalho. Mas, como já falamos em nosso post sobre autoestima, a única pessoa que pode julgar seu valor é você mesma!

“Gênio natural”

Imagem: Rio Model

Este grupo acredita em algo como “talento natural” e que as pessoas já nascem com talento para o que desejam fazer. Com isso, elas ficam decepcionadas ou desistem de tarefas que não executam com perfeição logo na primeira vez.

A solução para isso é simples, ninguém nasce sabendo fazer qualquer coisa com perfeição. Até os maiores artistas do mundo tiveram que trabalhar muito e adquirir conhecimento ao longo do tempo. Assim como eles, você está em um processo e pode ser bem-sucedida com calma e persistência. 

Solistas

Imagem: Rio Model

Solista vem da palavra solo, ou seja, pessoas que precisam dar conta de todas as suas tarefas sozinhas e se recusam a pedir ajuda dos outros.

Não existe nada de errado em ser uma pessoa independente, mas, se você faz parte desse grupo, precisa entender que pedir ajuda não é um sinal de fraqueza ou fracasso. Muito pelo contrário, falar com outras pessoas só vai te ajudar a ficar ainda melhor na sua carreira.

Experts

Imagem: Rio Model

Os experts são aqueles que baseiam o seu valor na quantidade de conhecimento que têm, assim, se sentem incompetentes para o trabalho quando não entendem algum detalhe sobre ele.

É claro que é muito importante estudar e ganhar conhecimento, mas isso não é tudo! Não evite trabalhos por achar que não sabe o suficiente. Muitas tarefas só são aprendidas na prática e com o tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu Nome