Jourdana Phillips, a Angel que luta pela educação de qualidade ao redor do mundo

251

Se você assistiu as últimas edições do Victoria’s Secret Fashion Show, a modelo Jourdana Phillips provavelmente já chamou sua atenção em algum momento.

Quem vê a americana desfilando, no pouco tempo em que fica em destaque diante das câmeras, não faz ideia de que Jourdana é uma grande ativista a favor da educação de qualidade para crianças e jovens ao redor do mundo.

Imagem: Getty Images

A atitude de Jourdana é um reflexo do que ela viveu durante a infância e adolescência. Nascida em Houston, no Texas, a modelo é filha de dois imigrantes jamaicanos. Ela conta, em uma entrevista para o site Yahoo que, durante a infância, sofreu bullying dos colegas por ser muito alta e magra.

Isso mudou aos 11 anos, quando foi descoberta por um scouter enquanto andava pelo shopping com mãe. “Quando comecei a modelar, eu vi várias garotas que eram como eu, então fiquei tipo: “Yay! Eu não sou estranha. Eu não me sinto uma estranha”, disse a modelo.

Mas ao entrar para o mundo da moda Jourdana descobriu o racismo e a falta de oportunidades para modelos negras no mercado. Ela lembra de estudar vídeos de desfiles e ver no máximo 2 modelos negras na passarela.

Aos 17 anos, cansada de fazer apenas pequenos trabalhos no Texas, ela decidiu arriscar e se mudar para Nova York em busca de novas oportunidades. Novamente, ela foi rejeitada por várias agências por causa da cor da pele. Ela disse que, na época, as agências pareciam ter uma cota, onde aceitavam pouquíssimas mulheres negras.

Decepcionada com a falta de oportunidades, ela tomou outra decisão radical. Influenciada pela mãe, que sempre a orientou sobre a importância de trabalhar para uma causa, embarcou em uma viagem para o Quênia, onde seria voluntária ajudando crianças carentes.

Ela conta em uma entrevista para Vogue que a experiência mudou sua vida e ela aprendeu muito mais sobre educação e si mesma. “Eu amo ficar com as crianças e motivá-las durante um período tão importante de suas vidas. Elas estão prontas para aprender, e quero ajudar a guiá-las até descobrirem o que desejam fazer”, contou Jourdana.

Quando voltou, se matriculou na Universidade de Nova York, onde se formou como professora em 2015. Mesmo trabalhando na área, ela tinha uma dívida grande do empréstimo estudantil e decidiu tentar novamente a vida como modelo para se sustentar.

Em 2016, ela conta que as portas para a carreira como modelo se abriram, graças a mudança na atitude da indústria para mulheres negras. No final desse ano, ela desfilou para a Victoria’s Secret pela primeira vez, onde fez questão assumir seu cabelo natural.

Jourdana desfilando para a Victoria’s Secret em 2016

Agora, com a carreira consolidada, Jourdana ainda usa sua fama para falar sobre a importância da educação e problemas no sistema. “Professores são super-heróis, eles enfrentam tantas coisas: salário baixo, falta de apoio, cortes nos fundos para educação”, conta a modelo.

Além disso, ela é voluntária em organizações que tentam melhorar o sistema educacional do país e dá palestras para jovens que querem encontrar uma vocação, pois ela já encontrou a própria como modelo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu Nome