Aprender inglês de graça? É possível. Confira dicas de como começar e aperfeiçoar este e qualquer outro idioma.

213

Vou falar por experiência própria: falar e escrever um outro idioma fez a diferença e abriu muitas portas para mim. Não estou falando daquele anúncio de emprego que pede inglês fluente pro estagiário que vai ficar tirando xerox e no fim do mês vai te pagar uma bolsa-estágio que nem dá pra comprar um #litrão. Estou falando de desenvolvimento pessoal, de boas oportunidades, de coisa grande…

Sim, a grana é curta, o tempo não é suficiente para dar conta de tudo que você precisa e, mesmo assim, você pode aprender um idioma.

E “spico” muito bem!

A Letícia já contou aqui pra vocês que hoje eu moro fora do Brasil. Mergulhei de cabeça na oportunidade de fazer um mestrado na Itália e, o mais curioso, é que eu desembarquei em Roma sem conhecer a língua deles. Minhas aulas no mestrado eram em inglês, e o italiano eu só comecei a aprender de verdade depois que já estava aqui. Falar e escrever em inglês não só me trouxe para essa cidade. Também me deu a chance de encontrar os dois trabalhos que eu tenho atualmente. E olha que eu sou de outros tempos: quando privilegiado era quem tinha um amigo que fazia cursinho no Fisk pra ajudar na aula da quinta série (hoje sexto do fundamental).

E se na minha adolescência a gente esperava aquele amigo trazer os folhetos com as traduções das músicas que a gente gostava, agora, com a internet e um celular na mão, você só precisa ter curiosidade e um pouquinho de disciplina. E aqui você encontra dicas e alguns jeitos bem bacanas pra se aprender o inglês (com alguns sites e links) e mais um monte de idiomas.

Inglês para iniciantes

Duolingo (Disponível para iPhone e Android)

O Duolingo é uma ótima ferramenta para aprender idioma se você não tem grana pra gastar

É o melhor app de ensino de idioma se a grana tá curta e você não pode gastar. É claro que no final de cada lição você vai ver aqueles anúncios que só podem ser fechados depois de 30 segundos de visualização, além das ofertas pra você assinar os planos pagos. Mas pra quem passa horas no ônibus indo pro trabalho ou pra escola, é uma baita mão na roda. O app é simples, muito intuitivo (daquele tipo que não precisa de instruções, a gente sabe o que fazer), e ele te dá tarefas e faz apostas com você, justamente pra que você não perca o ritmo ou desista. Cada lição é curtinha (uns 10 minutos) e você também pode treinar a sua pronúncia. Além disso, ele tem também francês, italiano, espanhol, alemão… Vale a pena instalar.

Melhorando o inglês

Encontros de “language exchange”

Eu preciso fazer uma confissão: encontros de “language exchange” são ótimos também para paquerar e encontrar um “crush”

Você já está começando a ter mais confiança para encarar um filme com legenda em inglês (outro jeito válido de acelerar o aprendizado). Se empolga ao entender a letra daquela música que você realmente gosta. Tá percebendo como você está evoluindo com o seu esforço: tá na hora de botar esse aprendizado pra jogo. E eu digo isso porque a gente só perde a timidez e ganha confiança de falar um novo idioma depois de uma simples coisa: praticando. Por isso que os encontros de “language exchange” são tão legais. Geralmente, turmas se reúnem em lugares públicos, como bares ou hostels, justamente pra praticar o que vem aprendendo. São encontros gratuitos, sem você precisar se filiar a nenhum grupo ou seita, e sem precisar consumir nada no lugar que está promovendo o encontro.

Procure por grupos no Facebook como o MEETUP Rio de Janeiro ou no Couchsurfing, uma plataforma bacana que começou como um jeito de trocar hospedagem (depois a gente vai falar mais sobre esse assunto) e se tornou um ponto de encontro muito interessante para um monte de coisas, inclusive para aprender idiomas. Alguns grupos são fechados, mas é só pedir pra entrar que os administradores aprovam o ingresso rapidinho.

Aperfeiçoando um idioma

Canais no YouTube

A Carina arrasa nos vídeos e os assuntos tem tudo a ver com o que a gente realmente quer aprender

Faz tempo que o YouTube deixou de ser só diversão e se transformou em uma fonte de informação e inspiração. E pra mim, também de aprendizado. Eu gosto muito do canal English in Brazil, da Carina Fragozo. Ela é doutora em linguística pela USP (Universidade de São Paulo) e criou o canal que já tem mais de 1 milhão de seguidores. Os vídeos dela têm dicas sobre vocabulário, algumas curiosidades, bate-papos, gramática e muitos, muitos atalhos sobre como usar o inglês em viagens.

Alison Courses

Sim, tem até curso de Web Design na Alison, perfeito para a blogueira que existe dentro de você

A Alison, pra mim, é a melhor plataforma de ensino online no mundo. O problema dela? Toda a sua base foi desenvolvida em inglês. Por isso, já ter alguma noção é muito importante. E olha, de verdade? Vale super a pena.

Em primeiro lugar porque eles têm tantos, mas tantos cursos, que a gente consegue se perder só no menu. Depois, você pode fazer os cursos de graça, precisando pagar só para ter os certificados (para vocês terem uma ideia, muitas empresas bacanas estão aceitando oficialmente os certificados da Alison nos seus processos de seleção). É um site intuitivo e com uma aparência super agradável (você consegue ficar navegando por horas e horas, sem se cansar). Minha dica? Comece mesclando os cursos de idiomas com outras habilidades (as famosas “softs skills”), como comunicação, liderança, essas coisas. E pode acreditar, você pode ser super novinha, mas quanto mais cedo a gente desenvolve essas qualidades, mais suave é o nosso caminho.

Espero que você tenha gostado dessa primeira coluna. E você, conhece algum site ou aplicativo legal pra aprender alguma coisa? Deixe aqui o seu comentário e compartilhe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu Nome